Nos próximos dias publicarei nesse espaço uma planilha contendo os gastos dos deputados mineiros apenas com combustível. A ideia é analisar, com a ajuda de todos, esses dados e discutir se está correto gastar isso tudo em tempos de crise.

Qual é o objetivo?
Entender como os parlamentares gastam o dinheiro da verba indenizatória.

IMPORANTE:
A primeira coisa que é muito importante esclarecer: esse blog não tem absolutamente nenhum viés partidário. A inciativa parte de um cidadão que não compreende o porquê de um gasto tão exorbitante por parte dos parlamentares para custear os trabalhos do gabinete.

Nenhum dos deputados aqui citados terão à frente de seus nomes o partido ao qual pertencem. Isso porque não se trata aqui de um questionamento de qualquer que seja o partido e sim para quem ocupa a cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Trata-se de uma reflexão sobre um recurso ofertado aos parlamentares que merece, no meu entendimento, ser questionado, afinal, trata-se de dinheiro público.

Outro ponto importante: a verba indenizatória não é ilegal e tem lei que a regulamenta. Logo, a discussão aqui proposta não passará por esse aspecto.

O que será questionado?
Dentre as várias ‘legendas’ que podem ser deduzidas no uso da verba indenizatória vamos trabalhar apenas uma nesse primeiro momento: COMBUSTÍVEL E LUBRIFICANTE. Vamos nos ater ao quanto os nossos parlamentares gastam com combustível pago com o dinheiro público.

Como será feito?
Vou divulgar aqui uma planilha com as informações que serão atualizadas periodicamente. Os dados da planilha serão obtidos no portal transparência disponível no site da Assembleia onde é divulgada a prestação de contas dos deputados. Num segundo momento os gabinetes dos deputados serão perguntados sobre como é utilizada essa verba assim como o porquê desse gasto elevado.

Na medida do possível os deputados receberão um email cujo conteúdo será divulgado aqui pedindo explicações sobre como esse dinheiro é gasto.

Eu já mandei um email para alguns (três). A resposta desses parlamentares também motivou a criação dessa discussão.

Você pode ajudar?
Deve. Esse é um espaço para discussão sadia. As opiniões serão respeitadas. A prestação de contas pode ser melhorada? Esse altíssimo custo para os cofres públicos podem ser revistos?

E lembre-se, vale repetir:  o objetivo é entender como os parlamentares gastam o dinheiro da verba indenizatória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *